Por que praticar mindfulness?

De maneira geral, na sociedade ocidental contemporânea, somos frequentemente bombardeados com uma excessiva quantidade de informações e demandas, e isso nos coloca num contexto de agitação, insegurança e competitividade. Respondendo inconscientemente a este contexto, vivemos num estado mental mecanizado, uma espécie de “piloto automático”, caracterizado por comportamento padronizado, que pode levar a reatividade excessiva, irritabilidade, estresse, ansiedade, fadiga, humor deprimido e/ou percepção de diminuição da qualidade de vida.

Segundo a OMS, desde 2017 o Brasil tem o maior índice de pessoas com transtornos de ansiedade em todo o mundo e o quinto em depressão. Com a pandemia este cenário se agravou ainda mais.

Há um corpo significativo de evidências científicas relativas aos benefícios à saúde que o estado de consciência desenvolvido através das práticas de mindfulness proporciona. Sabemos que mindfulness é uma das maneiras mais efetivas para diminuir a sensação de estresse e de ansiedade e para prevenir eventuais transtornos. Mindulness fortalece habilidades sociais e emocionais, levando a relações interpessoais mais saudáveis, diminui a sensação de desconexão e isolamento social (solidão), facilita a conexão com o propósito de vida, fortalece a saúde em geral e o sistema imunológico.

Mindfulness também ajuda na autorregulação emocional, cultivo de estados mentais saudáveis, a ativar áreas do cérebro relacionadas ao bem-estar, desenvolvimento de memória e concentração, melhora nas relações interpessoais e na qualidade de vida. Além disso favorece uma postura mais reflexiva diante desse estilo de vida habitual, levando a mudanças de perspectivas, escolhas e comportamentos.

Assim, Mindfulness pode nos ajudar a fortalecer as nossas habilidades e potências internas para lidar com as incertezas da vida. Thich Nhat Hanh, em seu livro A Arte de sentar, nos orienta a começar a praticar antes do início da tempestade (as situações cotidianas desafiadoras), caso contrário, podemos ser carregados por ela. É por isso que estabelecer uma prática diária é tão importante.

Que tal levar mindfulness para a sua família, escola e trabalho? Fale conosco!



VOLTAR PARA O BLOG